Galãs Feios

Autor: Marco Bezzi (page 2 of 9)

“Se eu chupar meu p… posso pegar uma DST?”: perguntas bizarras sobre sexo

Invadimos o QG do canal do YouTube Manual do Homem Moderno (MHM) para saber quais são as perguntas mais bizarras sobre sexo que surgem no dia a dia.

Você pode imaginar o que veio deste vídeo pouco educativo, mas cheio de malemolência. É o sujeito que não sabe como chegar na mulher até um que quer saber se pode pegar uma DST se chupar o próprio esperma.

É claro, que o sexo anal também não poderia ficar de fora. Assista o que Helder Maldonado e Marco Bezzi foram fazer nesse mundo de tantas dúvidas.

Confira os piores looks da história do Oscar

O tapete vermelho é um espaço onde não existe meio termo. Ou a pessoa passa por lá deslumbrante, ou um desastre. No caso das mulheres, às vezes o risco vira uma piada. Mas no dos homens, as decisões são mais seguras.

Dificilmente você vai errar se apostar em um smoking preto, mas tem gente que não quer sair por aí como um pinguim e dá uma inventada. Vamos relembrar esses lacres.​

De Will Smith a *NSync, passando por Robert Downey Jr., confira a seleção de Helder Maldonado e Marco Bezzi dos piores looks do Oscar da história . Porque não estamos nem aí pra cerimônia de 2018! Povo famoso foi muito bem vestido e não tem como zoar.

Gusttavo Lima X Tiago Leifert: a diferença entre o topzera e o coxinha

Hoje estamos aqui para deixar bem claro que, embora sejam da mesma estirpe, o topzera e o coxinha são pessoas diferentes. E para exemplificar isso, vamos usar dois exemplos atuais. De um lado o topzera por excelência Gusttavo Lima e sua defesa pelo porte de arma. E do outro Tiago Leifert e sua defesa para que eventos esportivos não sejam usados para manifestações políticas – escrita num dos piores textos que a imprensa brasileira já teve testemunha.

Um coxinha é praticamente uma versão light do topzera.  Ele não acha que bandido bom é bandido morto, mas gostaria de prisão perpétua para traficante (empresário que comete crime não, porque gera empregos). São iguais, mas diferentes.

Helder Maldonado e Marco Bezzi destilam ódio festivo – nem tanto desta vez – nestes dois personagens da semana do nosso Brasil brasileiro. Conheça as diferenças entre topzeras e coxinhas.

Neymar é um avatar que chuta bola

Neymar é um mimado. A treta dele com o Casagrande escancarou um traço da personalidade do jogador que todo mundo imaginava, mas não tinha certeza.

Continue lendo

Caio Castro revela que chora após gozar

Caio Castro, nosso autor de livro baseado no Instagram e ator que odeia ler favorito, revelou no canal da youtuber Foquinha – um ser humano – que já chorou após gozar.

Continue lendo

Quais serão os bullyings do futuro: nossos Enzos e Valentinas estarão perdidos?

Nossos Enzos e Valentinas vão sofrer muito bullying se depender de vocês. Não é só a barba de lenhador ou a tentativa de ser desconstruído que vão fazer as crianças exporem o pior de si para os coleguinhas.

Nossas crianças estão sendo obrigadas a verem pais com síndrome de adolescente tardio, que adoram postar textão no Facebook, que criticam todos os aplicativos de pegação, mas na primeira oportunidade dão match no topzeira da rua.

Neste vídeo inédito, Helder Maldonado e Marco Bezzi listam mais de 40 bullyings deste futuro sombrio que nos espera.

2018 merece já um Psiquiatra do Bumbum? Veja outros dos piores clipes deste ano

2018 já mostrou que não veio pra brincadeira. Wesley Safadão e Léo Santana trouxeram a indefensável Psiquiatra do Bumbum, um dos clipes mais horrorosos de todos os tempos.

Tem também a ótima Pabllo Vittar e Lucas Lucco com Paraíso e o infelizmente não tão bom Luan Santana com Nego do Borel e a dupla Simone e Simaria gravando clipe no com Whindersson Nunes e o DJ que nunca ninguém ouviu a voz Alok para ganhar vizualizações. Nós também queremos. Simone e Simaria, podem nos chamar no próximo clipe!

Confira nossos comentários sobre os primeiros (e piores) clipes de 2018. Lembrando que o ano ainda tem Carnaval, Copa do Mundo e Eleição.

O que será de nós brasileiros?

Sexo, Netflix e deboche: 5 coisas para fazer em casa e fugir do Carnaval de rua

O Carnaval chegou e você, mal diagramado e mal diagramada, só quer de sair de casa, pirar nos bloquinhos e vomitar aquela Catuaba morna criando uma nova instalação na rua no estilo Jackson Pollock, certo?

Nós da Galãs Feios, estamos do lado daqueles seres que vivem num universo paralelo e que preferem ferver – a água do café – em casa mesmo. Por isso, vamos dividir o que faremos dentro de quatro paredes nesses próximos dias. Eu, pelo menos, porque o Helder vai trabalhar. Se fudeu.

5. Assistir ao Carnaval na Rede TV!
Goste ou não do Carnaval, se no ano passado Geisy Arruda e cia. tiveram a moral de mostrar um cu verde durante a transmissão ao vivo, imagina o que não vem em 2018. Ano que até um ex-presidente pode ser preso. Sai da frente que eu quero passar, Brasil

4. Ficar imaginando a ressaca de quem está na rua
Eu sei, bicho, pode parecer ódio. Mas é festivo. Quem em sã consciência pode achar bom entrar num bloco cheio de gente suada, transpirando Catuaba, debaixo de um sol senegalês fantasiado de palhaço de rodeio? E ainda correndo o risco de ouvir Beatles ou The Clash em versão afoxé. Pois é. Eu prefiro levar um chute no saco. De pantufas de veludo, de preferência. Ainda mais sabendo que tem mais 351 dias do ano que você pode fazer a mesma coisa

3. Ler
Pode parecer papo de velho chato. E é mesmo.  Se tem uma época em que você é obrigado a fazer da sua casa um bunker é no Carnaval. E aí sobra tempo até pra ler e mexer a musculatura que mais importa: a do cérebro

2. Sexo
Você não precisa estar bêbado, vomitado e suado pra convencer seu parceiro ou algum peguete em situação de rua pra fazer sexo. Nem precisa tomar um susto um mês depois quando descobre que esqueceu de encapar a piroca e vai ter um bebê. Se tem coisa melhor que andar durante horas debaixo de sol é fazer sexo debaixo do teto da sua casa

1. Maratonar séries
O Netflix tá aí pra justificar nossa derrota como folião. E já que você prefere ouvir o bloco passar só da sua janela – infelizmente aqui na zona oeste de São Paulo tem dessas –, que esses quatro próximos dias possam ser repletos de séries e documentários pra você poder dar um monte de spoiler pra arrombado que preferiu ferver nos blocos. Eu vou terminar La Casa De Papel. Ah, e da pra maratonar nossos vídeos também. Começa aqui pelo mais recente:

De Lula a Bolsonaro, veja as vergonhas que os políticos brasileiros já passaram

Final de janeiro e já fomos presenteados por um vídeo maravilhoso da deputada e futura ministra do trabalho Cristiane Brasil com quatro topzeras – sem camisa de meia idade – num iate falando sobre o porque todo empreendedor pode ser processado. E questionando o que passa na cabeça dessa gente para processar o empregador.

Pegando esse gancho, lembramos de outros momentos constrangedores dos nossos políticos.

De Lula a Bolsonaro, passando por Dória e Collor, relembre os micos que nossos políticos passaram no poder.

Ah, e por falar em Lula, o bom de não ter muito tempo por causa das eleições e o processo é que assim evitamos de ver ele fazer textão sobre o clipe novo da Anitta e compartilhar matéria da Pabllo Vittar na timeline.. porque se sobrasse tempo, certeza que ele ia ficar na internet problematizando.

De celular em shows a textão no Facebook, veja 10 coisas que odiamos em vocês

Marco Bezzi destila ódio festivo e elege 10 coisas que ele e nós odiamos. De selfie em shows a textão no Facebook – que não passam de copia e cola de autores famosos e infelizmente não tão bons também –, passando pelos arrombados que vão ao cinema e usam as poltronas como cadeiras de restaurante.

Aliás, por que vocês vão ao cinema e a shows de música pra ficar vendo o celular, porra? E não adianta só deixar no silencioso no caso do cinema. Aquela luzinha que sai da tela do celular, estraga toda e qualquer experiência. Porra! Se eu estou no cinema é pra ficar no escuro. Seja pra assistir ao filme, seja pra fazer o que eu quiser.

Nos shows, o negócio é ainda mais grave. Você sabe que ninguém vai querer ver a porra da sua gravação tosca do show do U2 ou do Caetano Veloso. Assiste o caralho da apresentação e enfia o celular no rabo!

Conheça até onde vai a paciência do nosso mostruário de kits Marco Bezzi nesta nova série da Galãs Feios.

E olha que o ano ainda tem Carnaval, Copa do Mundo e eleição. Haja paciência.

Posts antigos Posts novos