Galãs Feios

Tag: carnaval

2018 merece já um Psiquiatra do Bumbum? Veja outros dos piores clipes deste ano

2018 já mostrou que não veio pra brincadeira. Wesley Safadão e Léo Santana trouxeram a indefensável Psiquiatra do Bumbum, um dos clipes mais horrorosos de todos os tempos.

Tem também a ótima Pabllo Vittar e Lucas Lucco com Paraíso e o infelizmente não tão bom Luan Santana com Nego do Borel e a dupla Simone e Simaria gravando clipe no com Whindersson Nunes e o DJ que nunca ninguém ouviu a voz Alok para ganhar vizualizações. Nós também queremos. Simone e Simaria, podem nos chamar no próximo clipe!

Confira nossos comentários sobre os primeiros (e piores) clipes de 2018. Lembrando que o ano ainda tem Carnaval, Copa do Mundo e Eleição.

O que será de nós brasileiros?

Sexo, Netflix e deboche: 5 coisas para fazer em casa e fugir do Carnaval de rua

O Carnaval chegou e você, mal diagramado e mal diagramada, só quer de sair de casa, pirar nos bloquinhos e vomitar aquela Catuaba morna criando uma nova instalação na rua no estilo Jackson Pollock, certo?

Nós da Galãs Feios, estamos do lado daqueles seres que vivem num universo paralelo e que preferem ferver – a água do café – em casa mesmo. Por isso, vamos dividir o que faremos dentro de quatro paredes nesses próximos dias. Eu, pelo menos, porque o Helder vai trabalhar. Se fudeu.

5. Assistir ao Carnaval na Rede TV!
Goste ou não do Carnaval, se no ano passado Geisy Arruda e cia. tiveram a moral de mostrar um cu verde durante a transmissão ao vivo, imagina o que não vem em 2018. Ano que até um ex-presidente pode ser preso. Sai da frente que eu quero passar, Brasil

4. Ficar imaginando a ressaca de quem está na rua
Eu sei, bicho, pode parecer ódio. Mas é festivo. Quem em sã consciência pode achar bom entrar num bloco cheio de gente suada, transpirando Catuaba, debaixo de um sol senegalês fantasiado de palhaço de rodeio? E ainda correndo o risco de ouvir Beatles ou The Clash em versão afoxé. Pois é. Eu prefiro levar um chute no saco. De pantufas de veludo, de preferência. Ainda mais sabendo que tem mais 351 dias do ano que você pode fazer a mesma coisa

3. Ler
Pode parecer papo de velho chato. E é mesmo.  Se tem uma época em que você é obrigado a fazer da sua casa um bunker é no Carnaval. E aí sobra tempo até pra ler e mexer a musculatura que mais importa: a do cérebro

2. Sexo
Você não precisa estar bêbado, vomitado e suado pra convencer seu parceiro ou algum peguete em situação de rua pra fazer sexo. Nem precisa tomar um susto um mês depois quando descobre que esqueceu de encapar a piroca e vai ter um bebê. Se tem coisa melhor que andar durante horas debaixo de sol é fazer sexo debaixo do teto da sua casa

1. Maratonar séries
O Netflix tá aí pra justificar nossa derrota como folião. E já que você prefere ouvir o bloco passar só da sua janela – infelizmente aqui na zona oeste de São Paulo tem dessas –, que esses quatro próximos dias possam ser repletos de séries e documentários pra você poder dar um monte de spoiler pra arrombado que preferiu ferver nos blocos. Eu vou terminar La Casa De Papel. Ah, e da pra maratonar nossos vídeos também. Começa aqui pelo mais recente: