A Itália está fora da Copa. Por um lado é bom. Isso porque os ítalo-brasileiros não precisam mais se preocupar em lidar com a seleção sendo eliminada ainda na fase de grupos ou por uma equipe emergente nas oitavas. Evita a vergonha. E também não serão mais importunados por links ao vivo da Globo na casa de algum colono da Serra Gaúcha que só que ver um futebolzinho tomando vinho e comendo polenta. Já por outro, nem tanto.

Continue lendo